terça-feira, 6 de setembro de 2011

O QUE HÁ EM COMUM ENTRE VAZANTE, BROGODÓ E MARAGOJIPE?

Vazante conhecemos bem: Capital do zinco, Terra do Carro de bois,  cidade nascida da Fé.

Maragojipe é um município que integra o Recôncavo Sul, região importante da Bahia, sediada na concavidade da Baía de Todos os Santos. Cidade marcada por diversos ciclos econômicos: cana-de-açúcar, café ... e hoje um importante pólo da Indústria Naval.
Brogodó é uma pequena cidade  com figuras nordestinas que conquistaram o coração dos telespectadores na faixa das seis, na novela Cordel Encantado. Além do sotaque e da espontaneidade as personagens mostram que sabem se vestir e dão um show de atuação.
Vazante conheço porque sou filho dela. Brogodó conheci porque sou “noveleiro” de infância. Maragojipe tive a honra de ter notícias de sua existência através de um cidadão culto chamado Nelson da Silva Querino, que além de ser seguidor do meu blog, tive o prazer de ter um dos meus textos publicado no seu blog oficial.
O que há em comum entre estes três cenários?
Vazante tem prefeito. Brogodó também tem.
Maragojipe tem corrupção. Vazante também tem.
Brogodó tem gente que luta contra o domínio de coronéis famintos e corruptos. Vazante e Maragojipe também têm.
É claro que Vazante tem Coronel?!?
Obviamente que é um coronel mais moderno, com nova roupagem. O coronel do século XXI. Conectado. Aquele que dorme com mulher casada e assedia meninas mais novas.
A imunidade é que não mudou. Continua a mesma. Salta aos olhos dezenas de situações ilegais e corruptíveis. Brogodó, Maragojipe e Vazante ... continuam à mercê de cães famintos e famigerados.
Nem adianta implorar, não vou citar nomes, não quero ser enforcado nem mandado pra masmorra...
Há muito tempo que o Cordel não é mais encantado.
Diz um tio meu mais velho ... há muito tempo que a vaca foi pro brejo.
Triste Fim!
Brogodó é ficção, mas Vazante e Maragojipe são reais. Sobre elas é que temos que refletir, pensar e debater. Não importa quem é o capitão que vai nos guiar no próximo pleito municipal, mas até que ele seja empossado, é importante que façamos nossos juízos de valores e coloquemos em pratos limpos os diversos fatos sujos...
Não podemos perder o encanto.
Vamos encantar a POLÍTICA outra vez.
“Não diga que a canção está perdida ... tenha fé em Deus, tenha fé na vida... Vamos tentar outra vez...”
                                                                    RAUL SEIXAS
http://politicaemvazante.blogspot.com/

Reações:

2 comentários:

Zevaldo Luiz Rodrigues de Sousa disse...

Vai pro Blog!!! Adorei

Whetney disse...

Muito bom o Raul e você são de mais um abraço.