domingo, 17 de março de 2013

Resposta da Prefeitura de Maragogipe com relação à matéria da "Quadra das Palmeiras"



POSTED BY ZEVALDO SOUSA ON 17:38:00

A Prefeitura de Maragogipe, entendendo a atual situação da quadra das Palmeiras, que publicamos hoje, dia 17 de março, neste Blog, na matéria intitulada "Maragogipe: Crianças estão expostas a sofrer um choque elétrico na Quadra das Palmeiras" respondeu rapidamente, e o secretário de Infraestrutura Luiz Fernando Ribeiro afirmou que irá tomar as devidas providências. A comunidade agradece!!

Leia a resposta da Prefeitura na íntegra:
É de suma importância para a Prefeita de Maragojipe, Vera da Saúde, esse canal direto com a comunidade, através dos blog’s da cidade.

Imagem divulgada pelo
Blog do Zevaldo
O Secretário de Infraestrutura Luis Fernando Ribeiro está ciente da denúncia e ficou bastante preocupado com a gravidade da situação.

De antemão alerta aos pais e educadores que não permitam o acesso das crianças e adolescentes ao local de risco, e informou a partir de segunda feira (18/03) tomará as devidas providências.

Com relação à sugestão do blog, é fundamental saber que o Plano de Ações Articuladas do Ministério da educação prevê uma série de obras de construção, reforma e ampliação na área de educação e esporte.

Funciona dessa forma: um levantamento das necessidades é feito pela Secretaria Municipal. Esses dados são lançados no sistema, e ao MEC cabe analisar e liberar o recurso.

Aqui em Maragojipe, por ora, só foi liberada uma obra: uma quadra coberta com vestiário, que será construída na escola Plínio Guedes.

Esse cronograma para o MEC foi feito em 2011, e o prazo dado pelo Governo Federal, que é de quatro anos, termina em 2014.

Entre as obras cadastradas no sistema do MEC, estão a construção de uma Creche em São Roque, a construção de 2 escolas com 12 salas cada, a construção de 1 escola com 6 salas para comunidade quilombola, a reforma de 10 unidades escolares e a ampliação de 6.

De todos esses cadastros, apenas essa quadra em questão foi liberada. A idéia é cobrar do MEC a análise e liberação das demais obras, antes que o prazo seja extinto.

Ascom / Maragojipe

Reações:

0 comentários: