terça-feira, 16 de abril de 2013

Dr. Alailton fala sobre a intransigência em que estão vivendo os lideres sindicais em Maragojipe


Hoje presenciei a intransigência que a maior parte dos servidores públicos estão sofrendo desde janeiro deste ano quando a nova gestão do município se recusa a negociar reajuste salarial digno e melhorias nas condições de trabalho dessa categoria. Fui convidado pelo Sindacs e Associação dos Agentes de Endemias e Saúde para acompanhar a rodada de negociação agendada pela prefeitura para o dia de hoje, às 16 horas. Tudo em razão, em que um dos itens reivindicados tratava de discussão de projeto de lei para enquadramento daquela categoria ao nível 4 do plano de cargos e salário dos servidores municipais. Situação previamente já havíamos ajustada desde rodada de negociação realizada na data de 04 de abril de 2013 com o Procurador Geral do município. Pois bem, a chefa do executivo impôs que para minha participação na reunião era necessário a apresentação de procuração. Argumentamos no sentido de que não era necessário o referido instrumento desde que os presidentes das citadas entidades se encontravam presentes e os mesmos estavam me habilitando como assessor jurídico para acompanhar a negociação, assim como participei da ultima rodada de negociação com a prefeitura e da ultima assembleia das entidades, inclusive ficando meu nome lavrado em ata. Assim como fui impedido de participar da rodada de negociação. A nova gestora resolveu também impor as lideranças que iriam participar da negociação, excluindo a participação de outras lideranças presentes no momento, liderança que também foram indicadas em ata para estar presente naquela tentativa de composição. Pois bem, não aceitando as imposições, pois as lideranças perceberam que assim como aconteceu em outros encontros em que a prefeitura agiu com intransigência, resolveram se deslocar para outro recinto reservado e discutir a ocorrência do fato e os próximos passos para o movimento. A nova gestora, mesmo ciente que aquela intransigência em negociar poderia gerar um estado de greve geral, pouco se importou, ainda ameaçou cortar os pontos dos servidores. Apesar da nova gestora estar vivendo no Reino Encantado e autoritário criado por ela mesma, para beneficiar um pequeno grupo de pessoas, que nem maragojipanos são, nós vivemos a realidade de um Estado Democrático de Direito, protegido por leis, que por sua vez garantem a cidadania e dignidade de todos. Aproveito o momento para parabenizar Mário Santos, Nelson Querino, Lilian Sicopira, Mario de Dezinho Ferreira, Ilma, Frank Bomfim, Luiz Kaiowá Guerreiro, Emilio Tadeu Garcia, Irailson Gazo, Enea Rangel, dentre outros que estiveram presente neste ato de bravura em enfrentamento a este autoritarismo fora de época. Vocês são um verdadeiro guerreiro lutando pela classe, são exemplos que devem ser seguido por toda a classe, para não esmorecer nunca, mesmo sob ameaçadas veladas.

Fonte: Facebook

Reações:

0 comentários: