quinta-feira, 18 de abril de 2013

Jornalista da prefeitura é agredida verbalmente por Bad Boy em Maragogipe

POSTED BY ZEVALDO SOUSA ON 21:24:00


Estão tomando conta de um movimento verdadeiro e classista. Ressalto, em todas as minhas postagens nesse blog que o movimento sindical de Maragogipe é para o bem comum do funcionalismo público e para o cidadão maragogipano, neste sentido, entendo que o respeito deve ser a ordem de qualquer manifesto que se preze.

Por este motivo, repudio qualquer tipo de agressão verbal contra jornalistas e blogueiros da cidade, é preciso respeitar a opinião alheia, e vale ressaltar neste momento que a pessoa que está se utilizando de uma manifestação dos servidores municipais, não é servidor de Maragogipe. Logo, não representa nem tem o direito de negativar o movimento.

O texto publicado pela jornalista Sintia Souza merece minha atenção, apesar de não concordar em toda a sua íntegra, pois liga o movimento à um pessoa que não faz parte dos servidores, mas está usando do movimento. Entendo que o movimento é sindical e dos servidores do município e estes estão fazendo o movimento. É inadmissível a presença de outras pessoas que não sofrem na pele a realidade do funcionalismo público, não conhecem a realidade do servidor maragogipano. E apesar da Constituição garantir o direito de ir e vir de qualquer cidadão, ela também garante o respeito ao próximo.

Vale ressaltar somente, que o movimento é um e a ação deste sindicalista da Associação dos Desempregados de Candeias é outra, separadamente. Movimento classista é uma coisa, política partidária é outra.

Segue o meu repúdio à esta ação isolada de Badboy. Veja a publicação da jornalista Sintia Souza:

Está acontecendo um “movimento sindical” em Maragojipe há algumas semanas. A reivindicação “seria” por reajuste salarial. Já fizeram vários protestos pela cidade nos últimos dias. E hoje, após assembleia, foram novamente às ruas, e como em todos os outros dias, se dirigiram até a porta da Prefeitura.
Na condição de assessora de comunicação, fui registrar a movimentação. Ao chegar ao portão começaram a gritar comigo, tampando a lente da minha câmera. E um dos sindicalistas começou a me chamar de palhaça, como pode ser visto no vídeo.
Após me insultar até quando bem quis, o cidadão foi levado pelos colegas e seguiram. Logo em seguida, dei as costas para me retirar do local e aí me jogaram água.
O movimento já está se caracterizando como desordem, baderna. O que está ocorrendo não é um movimento sindical, organizado e pacífico, mas sim, pura politicagem.


Ressalto que apenas estava fazendo meu trabalho. Onde fica o direito de imprensa, nesse caso? Esse é o movimento que está apenas lutando por melhorias trabalhistas? Onde isso vai parar? Não estou aqui para julgar, nem impedir o "movimento".

Pelo contrário, acredito nas lutas das classes organizadas e apoio sua existência, até mesmo porque, os MOVIMENTOS ORGANIZADOS E PACÍFICOS caracterizam o exercício da democracia do país. Se este cidadão não tem consciência, saiba ele que ofensa verbal é Crime contra a Honra: Art. 140. Peço um pouco de raciocínio a essas pessoas. Vejam no que está se transformando essa POLITICAGEM sem escrúpulos!

Sintia Souza
Jornalista Ascom Maragojipe

Reações:

0 comentários: