quinta-feira, 4 de abril de 2013

O esquecimento, as discussões salariais e a Prefeitura de Maragogipe


POSTED BY ZEVALDO SOUSA ON 21:32:00

Depois de um "Esqueci! Era hoje mesmo?" e de um desmerecimento, que as associações e sindicatos resolveram botar a boca no trombone, com nariz de palhaço e apitaço. Talvez seja por este motivo que a Assessoria de Comunicação resolveu distribuir porradas e porretes em plena praça pública. Tem hora que ficar quieto, em vez de defender o indefensável, é o melhor caminho. Quem deveria botar a cara para bater não está colocando, porque um simples funcionário público nomeado colocará? Aliás, os defensores de plantão deveriam ouvir ditado popular e não meter a mão no fogo por ninguém, pois sofrerá as consequências e chorará leite derramado.

Certamente, o esquecimento da prefeita e da sua assessoria com relação à uma reunião entre gestão e sindicalistas para decisão de aumento salarial dos servidores públicos municipais só pode ter sido "coisa feita" da oposição. Ou talvez, se encaixem no perfil do não merecimento de atenção.

Por este motivo, e por mais alguns, ocorridos no dia de hoje que servidores municipais ficaram indignados. Um ar de surpresa estampou na face de cada líder sindical presente na reunião marcada há mais de 10 dias. Todavia, NADA!!! E ainda dizem que os blogs "denigrem" imagem.

Quem procura acha, e a atual gestão procurou e disse que faria o melhor pelo município, disse que agora seria "AVERA" e que quem vivesse veria um futuro melhor, disse que ninguém iria ser perseguido nem humilhado. E pasmem, até o próprio Targino Machado falou isto publicamente na Semana Pedagógica 2013 aconselhando a gestora Vera da Saúde a não ouvir estas pessoas que só sabem puxar saco e lambuzar botas e ouvir muito mais à oposição, pois esta é quem realmente aponta os erros da gestão. Apontamentos que devem ser utilizados para correção da linha administrativa e para benefício da população. Alíás, a gestão anterior não ouviu e oposição e por isto, caiu fora.

Contudo, o mais incrível de tudo isto não é o esquecimento, mas a troca de passes. A equipe está tão bem articulada que a bola passa para todos e no final, quem marca o gol contra ainda é a gestão anterior. Que situação!

Segundo informações dos Blog Maragojipanidade, do amigo Nelson Querino, tamanha foi a falta de respeito e interesse da atual Gestão para os servidores, no dia de ontem (3 de abril), que uma negociação que vem se arrastando desde janeiro de 2013, sem nenhuma proposta, sem responder aos ofícios, sempre sem nenhuma perspectiva de aumento para o servidor que esta sendo tratado como palhaço, exatamente hoje é como nos sentimos, que nos desculpem os palhaços, seria cômico se não fosse trágico. Hoje simplesmente a Prefeita esqueceu a reunião, simples assim esqueceu, apenas estiveram presentes o Procurador José Maia Neto e o Secretario de Administração Augusto Lopes. Diante deste triste acontecimento ficou marcada para amanhã (Hoje, dia 04 de abril) às 08h, uma reunião com o Sr. Lourenço atual contador do município. O SINDACS terá uma Assembleia com os Agentes Comunitários e Agentes de Combate as Endemias no mesmo horário, o SIFUPREMA e AGMEM vão participar da reunião com o Contador, de acordo com o que ficar definido, caso seja necessário, o SIFUPREMA e AGMEM estarão realizando uma Assembleia de caráter Extraordinária amanhã às 16h, na Sede da Filarmônica 2 de Julho, para decidir se haverá ou não uma paralisação geral dos servidores.

Todavia, e mais uma vez, estes ficaram a mercê dos mandos e desmandos dos gestores públicos que querem manter a boa imagem perante a população, perseguindo o funcionalismo público. Numa clara inversão de valores.

Novamente indignados, servidores foram as ruas protestar. Com nariz de palhaço e apitaço, o tom da indignação ganhou as ruas. E o maragogipano estava assistindo uma guerra, pois enquanto o servidor reclamava, a prefeitura desfilava e tocava foguetes. Enquanto o servidor queria um aumento salarial, a prefeitura gastava dinheiro com gasolina e foguetes e dizia, distante do público que não aumentaria nada além do que eles estavam prevendo. São estas questões que colocamos em pauta e que os órgãos de publicidade governamental, que deveriam estar atrelados ao conteúdo informativo, utilizam de mecanismos públicos para emitir opinião negativa à verdadeiros cidadãos de Maragogipe.

Reações:

0 comentários: