segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Maragojipe: Sessão da câmara termina em discussões pessoais entre vereadores


Publicada em 11/11/2013 ás 17:27:45
As sessões da Câmara de Vereadores de Maragojipe estão virando um festival de polêmicas. A última foi marcada pela ofensa feita pelo vereador Zé de Roque (PSD) à prefeita, acompanhe aqui. Na sessão de hoje segunda-feira (11), as discussões iniciaram com o direito de resposta dado ao vereador Roque do Trator (PROS), após uma denúncia feita por Didi de Nagé (PSDB) na última plenária, dia 4. Roque foi acusado de ter recebido 50 mil reais da prefeita Vera Lúcia (PMDB) para a mudança de sigla e por isso foi intitulado como uma vergonha ao município. A intensa discussão acabou em conflitos pessoais e a sessão encerrou antes do período previsto.
Em entrevista exclusiva à reportagem do Mídia Recôncavo Roque do Trator contou a sua versão sobre a discussão. A reportagem também tentou entrar em contato com o vereador Didi de Nagé, mas não obteve retorno.
Roque do Trator (PROS) - “A discussão iniciou porque fui me defender da ofensa que ele me fez na sessão anterior. Ele afirmou que eu tinha recebido 50 mil reais da prefeita para se aliar ao PROS, e que isso me tornava uma vergonha ao município. Eu falei que ele que é uma vergonha para o município. Ele sempre fica em cima do muro nas decisões políticas, quer abraçar o mundo e não tem condições. Não tem ninguém que possa afirmar que eu exijo dinheiro, o que eu peço é sempre o benefício para o povo. Eu não sei porque ele está fazendo tudo isso. Ele ainda direcionou a briga para o meu pessoal, quando alegou que eu devia 5 mil reais ao meu vizinho, que hoje está morto. Falei pra ele que iria encaminhar a acusação para o Ministério Público para ele provar essa declaração. Isso é falta de respeito, não tem ligação com a câmara. A dívida realmente existiu, mas já foi quitada. Tenho como provar. Achei tudo isso uma falta de respeito, além de que o único motivo pelo qual devemos "brigar" é pelo povo e não entre colegas de trabalho”, declara.
Por Riane Barbosa

Reações:

0 comentários: